Os Nomes de Maria Padilha
Os Nomes de Maria Padilha

Os Nomes de Maria Padilha

ORAÇÕES E AMARRAÇÕES DE MARIA PADILHA: E-book em formato PDF, com 183 páginas, contém apenas orações e amarrações de Maria Padilha. CLIQUE AQUI E CONFIRA!

Maria Padilha é uma, mas também são muitas, cada qual com nome, aparência, preferências, símbolos, mito e cantigas particulares.

As Marias Padilhas são as pombas giras que mais dão consultas e estão em quase todos os terreiros que, claro, rendem muitas homenagens à elas.

Elas ajudam todos que as procuram e não tem medo de feitiço, porém os seus cultos fazem parte do lado mais escondido das religiões afro brasileiras, conhecido, sobretudo, pelo nome de quimbanda, pois as motivações básicas para cultuá-las pertencem a dimensões do indivíduo muito encobertas pelos padrões de moralidade da sociedade ocidental-cristã.

Alguns nomes de Maria Padilha são mais reconhecidos que outros, no entanto todos são apenas simbólicos e, uma Maria Padilha ser mais reconhecida que outra não quer dizer que uma seja melhor que a outra.

Maria Padilha é a falange e seus diversos nomes referem-se à função ou tipo de atividade que cada uma exerce na falange.

Por exemplo, Maria Padilha da Encruzilhada = Maria Padilha é a falange e da Encruzilhada é onde ela atua, o que identifica nome, falange e função de atuação.

Lembrando que este não é o nome da última encarnação dessa entidade, pois quando um espírito ingressa em uma falange, ele deixa de usar a identidade própria, embora não perca sua individualidade e sua personalidade.

Por exemplo: vamos supor que um espírito, que hoje trabalha em prol da espiritualidade e da caridade, em tempos passados, fosse encarnada com o nome de Alice da Silva e que, por méritos próprios, teve a benção de se tornar uma pomba gira batizada, ela não viria como como “Alice da Silva Maria Padilha da Encruzilhada”, ou seja, Alice da Silva (nome) Maria Padilha (falange) da Encruzilhada (função de atuação), nesse caso, usaria apenas Maria Padilha da Encruzilhada, primeiro pela demonstração da falange que vai representar, e segundo pela própria homenagem à Maria Padilha, chefe da falange.

Quando um médium de Maria Padilha desenvolve para dar consultas, é obrigatório que sua Maria Padilha dê seu nome e risque o seu ponto, mostrando todos os detalhes, como irradiação, linha, atuação e tempo de divindade.

Como Surgiu o Nome Maria Padilha?

Após o falecimento de Maria de Padilla, ela foi recrutada pelos três poderes do Umbral e, após um longo tempo, ela foi convidada para fundar o Reino de Quimbanda, chamado de Reino da Vaidade, adotando o nome de Maria Padilha, dado pela Condessa de Padilla e popularizado em todo mundo como entidade do Amor Verdadeiro.

O Reino da Vaidade não é reinado por Maria Padilha, mais sim pelo Rei e Rainha da Vaidade, entidades que não se manifestam.

Maria Padilha fica com a chefia máxima, dando origem a todas as falanges de pombas giras que se apresentaram na Quimbanda e Umbanda que conhecemos hoje e, principalmente, chefiando sua própria falange, que é bem grande.

Cada reino traz uma Maria Padilha com um arquétipo diferente, além de uma missão e um exu que a acompanha, não se tratando do mesmo espírito, mas sim de espíritos de mulheres que sofreram igualmente ou semelhantemente à Maria de Padilla, a primeira Maria Padilha, que não incorpora em terreiros, apenas chefia a sua falange.

Os demais espíritos que incorporam o nome e a roupagem de Maria Padilha é para esconder sua real essência e não haver a glorificação do espírito individual e manter um campo de atuação, onde se cria uma egregora ou ponto de força para melhor atuar e cumprir suas missões.

É certo que cada entidade tem sua particularidade, mas a individualidade de cada entidade nunca superará o arquétipo da entidade primordial e nem da roupagem, segundo seus reinos.

Somente assim o nome da entidade ganha cada vez mais poder e popularidade, o que facilita a sua atuação e aceitação no meio espiritual e social.

Maria Padilha é a Rainha da Linha Vermelha, a joia da coroa da Quimbanda e, com certeza, a pomba gira mais famosa do mundo, merecendo reverência e um tratamento respeitoso.

Maria Padilha é uma pomba gira de verdade e, quem tenta sujar seu nome, sente na pele o peso dessa realidade e acaba precisando dela um dia.

Relação de Todos os Nomes de Maria Padilha

  • Maria Padilha da Calunga Grande.
  • Maria Padilha da Calunga Pequena
  • Maria Padilha da Calunga
  • Maria Padilha da Encruzilhada
  • Maria Padilha da Estrada
  • Maria Padilha da Figueira
  • Maria Padilha da Lira
  • Maria Padilha da Praia
  • Maria Padilha das Almas
  • Maria Padilha das Portas do Cabaré
  • Maria Padilha das Rosas
  • Maria Padilha das Sete Cruzes da Calunga
  • Maria Padilha das Sete Encruzilhadas
  • Maria Padilha das Sete Figueiras
  • Maria Padilha das Sete Navalhas
  • Maria Padilha do Cabaré
  • Maria Padilha do Cemitério
  • Maria Padilha do Cruzeiro das Almas
  • Maria Padilha do Cruzeiro
  • Maria Padilha Rainha da Calunga
  • Maria Padilha Rainha da Encruzilhada
  • Maria Padilha Rainha das Sete Encruzilhadas
  • Maria Padilha Rainha do Cabaré
  • Maria Padilha Rainha do Cruzeiro
  • Maria Padilha Sete Facas

Basta chamar por qualquer uma delas, que ela estará lá para lhe ajudar.

MARIA PADILHA - O LIVRO: E-book totalmente dedicado à Maria Padilha e todas às suas falanges contém a história de Maria Padilha e revela como ela deve ser tratada e servida. CLIQUE AQUI E CONFIRA!

Compartilhe Esta Página:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *