Maria Padilha Incorporada
Maria Padilha Incorporada

Maria Padilha Incorporada

Maria Padilha é uma entidade do candomblé e da umbanda, representada por uma mulher sensual, independente e dominadora, incorporada por um(a) médium.

Quando ela é incorporada pode até provocar incômodo e certo constrangimento, pois as glândulas sexuais são estimuladas no campo material.

A incorporação é rápida e, quando chega, dá a sua gargalhada e dança para afastar as energias ruins e avisar que ela chegou e vai levar tudo o que houver de ruim no ambiente.

É comum cantar para ela incorporar e deve-se presenteá-la com coisas que ela usa no terreiro, quando incorporada, com tecidos sedosos para suas roupas, nas cores vermelho e preto, perfumes, joias e bijuterias, champanhe e outras bebidas, cigarro, cigarrilha e piteiras, rosas vermelhas abertas (nunca botões), além das oferendas de obrigação – os animais sacrificiais (sobretudo no candomblé) e os despachos deixados nas encruzilhadas, cemitérios e outros locais, a depender do trabalho que se faz, sempre iluminados por velas vermelhas, pretas e, às vezes, brancas.

Saravá, Pomba-Gira, Maria Padilha - Encantos e Feitiços: Livro de Maria Padilha, entidade que trabalha na linha das almas, recebe oferendas e atende quando chamada. Clique Aqui e Confira!

Compartilhe Esta Página:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *